Site hosted by Angelfire.com: Build your free website today!

A cidade

Colônia, Köln (alemão) ou Cologne (inglês), é uma cidade antiga com aproximadamente dois mil anos de história. É muito conhecida por sua catedral gótica, a mais popular da Alemanha e uma das mais famosas da Europa.

Na Segunda Guerra Mundial, cerca de 90% da cidade foi destruída, e a pressa para reconstruí-la resultou em algumas perdas arquitetônicas. É a maior cidade às margens do rio Reno e a quarta maior do país, com cerca de 1 milhão de habitantes.

Além da catedral (chamada de Dom), Colônia orgulha-se do seu carnaval e das noites agitadas. Para vocês terem uma idéia, geralmente saímos às terças-feiras com o grupo da Universidade do Henrique, depois da aula de alemão. É realmente difícil encontrar um lugar que não esteja cheio. Os bares e pubs tradicionais, fora de questão, sempre lotados, nunca conseguimos um lugar, isso é porque a aula termina às 19 horas. Sobre o carnaval, é engraçado, acontece em fevereiro como no Brasil e é freqüentado pela maioria. Ocorre no centro da cidade, próximo à Dom, todos fantasiados, dançando e bebendo todos os dias, com direito a trio elétrico e bandinha. No dia 11 de novembro, abertura simbólica do carnaval, vimos várias pessoas fantasiadas na rua desejando Feliz Carnaval!

O centro da cidade, próximo a catedral, é um bom ponto comercial, com muitas opções de lojas, restaurantes e comércio de souvenirs. Nos finais de semana sempre tem artistas que vão ganhar um troquinho, seja com seus desenhos no chão, tocando instrumentos, cantando, fazendo malabarismo ou mesmo como estátuas pintadas. É um local que está sempre cheio de gente, em sua maioria turistas.

Nesta época do ano, quatro semanas antes do natal, começam as Feiras de Natal (Weihnachtsmarkt), que acontecem em vários pontos da cidade. São barraquinhas muito graciosas que vendem coisa específicas desta data.

Colônia tem uma posição estratégica para quem viaja de trem. A estação fica ao lado da catedral, com destinos nacionais (Berlim, Dresden, Bonn etc) e internacionais (Paris, Bruxelas, Amsterdam etc). É bem fácil, mas não muito barato, dependendo do destino vale mais a pena viajar de avião.

O transporte interno, ônibus ou trêm, é prático e funcional. Há mapas do sistema de tranporte geral da cidade e também de cada linha. Nas paradas, pode-se saber os horários em que vão passar, o que geralmente ocorre a cada 10 minutos (às vezes eles atrasam um pouquinho). Como estudante, o Henrique tem livre acesso a eles.


 

Vista aérea de Colônia e centro da cidade


 


 

A cidade - A catedral - Nossa casa - Universidade - Dia no Parque - Mercado das pulgas - Passeio pelo Rio Reno

Neustadt Aisch - Manheim - Anderson e Adriana - Christof - Natal - Ano Novo - Brasil - Despedida do Brasil

Nosso casamento - Anderson e Adriana - Lu na Europa - Lucas longe de casa - Zé de Jesus

Pagina inicial