Site hosted by Angelfire.com: Build your free website today!

Proibição

 

A Convenção de Armas Químicas (CWC) é conseqüência do Protocolo de Genebra, de 1925, que proíbe o uso de gases tóxicos e métodos biológicos durante as guerras.

Vários países assinam o acordo antes da II Guerra Mundial, quando são interrompidas as negociações.

A discussão do protocolo é retomada após a Guerra Fria. A CWC é concluída em 1993 e entra em vigor em abril de 1997.

No mês seguinte é criada a Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq), encarregada de supervisionar a destruição de arsenais químicos e assegurar a não-proliferação de armas químicas, com exceção do gás lacrimogêneo para conter revoltas e tumultos, medida considerada pacificadora.

Até junho de 1998, a convenção conta com 168 países signatários, dos quais 110 já o ratificaram, inclusive o Brasil. Entre os não signatários estão a Arábia Saudita, a Líbia, a China, o Egito, a Síria e o Iraque.