Site hosted by Angelfire.com: Build your free website today!

Gênesis - seção I 

DEUS CRIOU OS CÉUS E A TERRA

Gênesis 1:1-25

Lição 1

Versículo chave 1:1 

"No princípio criou Deus os céus e a terra."

  Gênesis significa "registro das origens". Tudo sobre a origem está nele, por exemplo: a origem do universo, do mundo, do homem, da história, do pecado e a origem da história da salvação. É importante para nós conhecermos estas origens. Porque assim poderemos viver uma vida significante e com objetivo claro.

  Desde muitos anos atrás, as pessoas têm lutado muito para descobrir as origens do homem. De onde veio este mundo presente? E para onde vai? Qual é o significado da existência do homem? Porém, ninguém pode nos dar uma resposta. Por isso, a maioria das pessoas está vivendo sem saber nada sobre sua vida. Deste modo, as pessoas vivem infelizes.

  Mas Gênesis nos dá uma resposta clara sobre os problemas fundamentais da vida. Ele nos ensina sobre o princípio da felicidade. Em primeiro lugar, através do estudo Bíblico nós podemos saber quem é Deus e quem é o nosso Deus. Temos que aprender quem é Deus e encontrar nosso Deus bem pessoalmente através do estudo bíblico de Gênesis, para que possamos descobrir o significado verdadeiro da nossa existência. Hoje, na lição 1; iremos estudar sobre a criação de Deus no princípio e sobre Deus, aquele que criou os céus e a terra.

  I. A criação dos céus e da terra (1:1)

  Vejamos o versículo 1: "No princípio criou Deus os céus e a terra." Esta palavra, o primeiro versículo da Bíblia, é a grande premissa dos seus 66 livros, além de Gênesis. Ela é uma declaração da autoridade de Deus sobre sua criação. Ela é a chave que pode resolver o princípio fundamental de todas as coisas do mundo e todos os problemas da vida. Também ela é a base da nossa fé. A vida da fé pode começar quando aceitamos a autoridade da criação de Deus.

"No princípio" significa "no começo" ou "em algum tempo antes que o universo passasse a existir". Naquele tempo, Deus criou os céus e a terra. "Os céus e a terra" significam todo o universo, inclusive este mundo. Aqui podemos aprender que este mundo passou a existir porque Deus o criou no princípio, e não casualmente ou acidentalmente.

  Há dois pontos de vista sobre este mundo. O primeiro é o ponto de vista ateísta, em outras palavras, o ponto de vista materialista. As pessoas que insistem nessas idéias falam que houve o ar primitivo, com por exemplo: carbono, hidrogênio e oxigênio. E eles foram sintetizados, por algum motivo desconhecido, em aminoácidos. Então, estes aminoácidos se reuniram e constituíram a proteína. A proteína tornou-se uma célula com vida. Desta célula, a evolução começou até chegar ao homem. Mas isto é uma teoria ou uma hipótese.

  Se nós aceitamos isto, encontramos alguns grandes problemas. Ela não pode explicar sobre a origem dos elementos primitivos: carbono, hidrogênio, oxigênio. Então, não pode apresentar a primeira razão filosófica. E não pode explicar como a vida passou a existir. Quando nós pensamos sobre a natureza, podemos encontrar mistérios inumeráveis. Há cerca de 1.200.000 espécies dos animais e plantas neste mundo. Como estas espécies puderam sair de uma célula? E quando nós pensamos sobre o homem, é difícil imaginarmos que ele é o resultado da evolução de uma ameba. Se aceitamos a teoria evolucionista, o que significaria para a nossa vida? O homem teria nascido casualmente neste mundo, e viveria sem nenhum objetivo claro, e morreria em conclusão. Quando pensamos que somos somente seres lançados nesse mundo, não podemos evitar uma vida amaldiçoada e infeliz. Quando vemos o ponto de vista ateísta, podemos saber que nele não há nenhuma resposta. Ele é insensato e está dizendo que não há Deus. O salmista disse em Salmos 14:1: "Diz o insensato no seu coração: Não há Deus."

O segundo é o ponto de vista teísta. Isto significa crer em Gênesis 1:1. Gênesis declara que Deus criou o universo com um plano completo e absoluto no princípio. "No princípio criou Deus os céus e a terra." Deus criou esse mundo com a Sua vontade absoluta. NEle não há nenhum destino ou fatalismo. Tudo tem a boa vontade de Deus. Se nós não aceitamos a autoridade de Deus na criação, nossa vida cairá num estado horrível de confusão, trevas e vazio.

Então, quem é Deus, aquele que criou os céus e a terra no princípio. Deus é o Criador Todo-poderoso. Ele é uma Pessoa. Ele é Vivo. Deus revelou a si mesmo a Moisés: "Eu Sou o que Sou." Em Êxodo 3:14, Deus é o Alfa e o Ômega. Ele é o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir. Dele, por meio dele e para ele são todas as coisas.

  II. A Criação de todas as coisas (1:2-25)

  Vejamos o versículo 2. Como era o estado da terra criada no princípio? "A terra, porém, era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas." "Sem forma" significa um estado de desordem e confusão. "Vazia" significa o estado inicial em que não há vida. "Trevas" significa sem luz, totalmente escuro. A terra estava misturada com as águas. O mundo era sem luz, sem vida, sem forma e sem ordem. E havia um silêncio total. Naquela situação, o Espírito de Deus estava pairando por sobre as águas. O verbo "pairar" significa "voar" ou "dar vida". O Espírito de Deus estava voando, dando vida à terra. Sempre a obra do Espírito de Deus tem relação com a vida. Através disso, a vida passou a existir na terra.

  Qual foi a primeira palavra de Deus sobre a terra no princípio? Vejamos o versículo 3. "Haja luz; e houve luz." Então a luz brilhante passou a existir nas trevas profundas. A luz expulsou as trevas e iluminou o mundo. E viu Deus que a luz era boa. Deus fez separação entre a luz e as trevas, chamou à luz, Dia e às trevas, Noite. Deus fez o meio ambiente através da criação da luz. No segundo dia, Deus criou o firmamento. Isto preparou a atmosfera para proteger as criações. No terceiro dia, Deus separou a terra e os mares. Ele vestiu a terra com relva, ervas que dão semente e árvores frutíferas. No quarto dia, Deus criou o sol, a lua e as estrelas no céu. Através destes luzeiros, os sinais, as estações, os dias e os anos passaram a existir. No quinto dia, Deus fez as aves no ar e os peixes nas águas segundo as suas espécies, e os abençoou. No sexto dia, Deus criou os animais domésticos, os répteis e os animais selvagens segundo a sua espécie, e enfim criou o homem.

  Como é a ordem e a organização nos seis dias da criação de Deus? Primeiro, Deus fez o meio ambiente para os seres viventes para viverem nele. Em especial, todo o meio ambiente foi criado para o homem. A criação de Deus tem um objetivo claro; isto é, a criação do homem. Segundo, Deus criou com harmonia perfeita todas as suas criações. A Ecologia procura estudar esta harmonia. Quando os homens negam a sua harmonia, receberem um grande prejuízo. Quando olhamos o mundo, podemos descobrir uma ordem e organização maravilhosa. Deus criou tudo com o Seu perfeito planejamento e desígnio. Nós adoramos o Deus Criador por causa da Sua mão maravilhosa e Sua sabedoria sem fim.

  III. O objetivo da criação

  Qual é o objetivo da criação de Deus? Vejamos os versículos: 4,10,12,18,21 e 25. Deus testemunhou sobre cada dia da criação: "E viu Deus que isso era bom." Esta Sua palavra tem dois significados. Primeiro, Deus criou o mundo com beleza e com Sua boa vontade. O mundo criado por Deus é tão bonito. É tão grande e misterioso. O sol vermelho nasce toda a manhã. A lua como uma noiva ilumina toda a noite . As estrelas brilham com mistério no meio da noite. O céu é enorme, azul e está tão alto. As aves cantam felizes ao ar fresco. Os animais andam pacificamente nas florestas. O monte é grande, e a campina é verde. A natureza criada por Deus é tão bonita. Ele é cheio de cores brilhantes. Realmente é maravilhoso e misterioso. Quer dizer, o mundo com Deus é bom e agradável de viver. Mas o mundo sem Deus é sujo, desagradável e triste. Por exemplo, nos países orientais as pessoas dizem que o pássaro chora. Mas no mundo com Deus, as pessoas dizem que o pássaro canta e dança.

  Segundo, o significado ou o objetivo da criação de Deus. A criação tem significado diante do seu Criador. O objetivo da criação é revelar a glória de Deus, o Criador. O mundo foi criado para a glória de Deus. Vejamos Salmos 19:1: "Os céus proclamaram a glória de Deus e o firmamento anuncia as obras das Suas mãos. O salmista diz que o objetivo da existência do céu é a proclamação da glória de Deus. Por que o monte existe? É para revelar a dignidade de Deus. Por que o rio corre? E por que o pássaro canta? É para louvar a beleza de Deus.

  Até agora, aprendemos que Deus criou os céus e a terra. Então quem é este Deus? Primeiro, Deus tem autoridade absoluta. Por que instrumento Deus criou o mundo? Vejamos os versículos 3,6,9,11,14,20 e 24. As expressões: "e Deus disse... e assim se fez" se repetem. Assim que Deus falou, todas as coisas passaram a existir. Deus criou todas as coisas ela Sua palavra. A Sua palavra tem poder absoluto. Ela é o poder da criação. Somente Deus pode usar a palavra "criar". O homem não pode. A palavra de Deus é toda-poderosa. Nossa fé é crer nisto. A palavra de Deus é viva e eficaz, ela trabalha poderosamente nos nossos corações. Ela pode ressuscitar os mortos. Ela pode tornar possível o impossível.

  O nome de Deus no capítulo 1 é "Elohim", que significa a Autoridade de Deus. "Elohim" foi escrito 30 vezes somente no capítulo 1. Isto mostra que Deus é o Deus Todo-poderoso. Quando Abraão atingiu a idade de noventa e nove anos, Deus lhe apareceu e disse: "Eu sou o Deus Todo-Poderoso." Não há nenhuma impossibilidade nEle. Paulo disse em Filipenses 4:13: "Tudo posso naquele que me fortalece." Nós somos fracos e não temos força. Mas quando nós cremos no poder da Palavra de Deus e temos confiança no Deus Todo-Poderoso, podemos viver uma vida gloriosa que agrada a Deus.

  Segundo, Deus fez Suas criações segundo suas espécies. Quando criou os seres viventes, Ele os criou segundo a suas espécies. No terceiro dia, Deus criou as ervas que dão semente e as árvores frutíferas segundo as suas espécies. Por isso, podemos encontrar vários tipos das verduras, legumes e frutas na feira. Por exemplo: o alface, a couve, o espinafre, o repolho, o almeirão, o coentro... a batata, a cebola, a couve-flor, o xuxu, a batata doce, o palmito, o alho, o tomate... a laranja, a banana, o limão, o abacaxi, a maçã, a melancia, a manga, a uva, o coco, o morango etc. Realmente as verduras, os legumes e as frutas inumeráveis ajudam o nosso apetite. Também quantas flores decoram o mundo com sua beleza? A rosa, o cravo, o gerânio, a dália, a margarida e muitas outras estão entre nós.

  Vamos pensar sobre as espécies das aves e peixes criadas no quinto dia, por exemplo: o tico-tico, a joaninha, a ema, o macuco, o sabiá, o pica-pau, o bem-te-vi e o beija-flor... o lambari, a traíra, a sardinha, o pirarucu, o tubarão etc. O mundo está cheio das coisas vivas. Vamos pensar sobre os insetos e animais. Não dá para lembrar-se escrevê-los. O boi, a vaca, o cavalo, o gato, o porco, a galinha, o pato etc. O número de espécies de seres vivos é tão grande. Somente no caso da borboleta, o mundo possui 15.000 espécies. O número de plantas descobertas são 230.000 e o número de animais são 1.000.000. Entre os animais, os insetos são 800.000. Cada espécie é diferente no tamanho e cor. Deus criou Seu mundo tão delicado e extraordinário, não simples. Nosso Deus é enorme. Mas Ele é refinado e lindo. Ele é um ótimo Artista. Nosso Deus é o Deus da diversidade.

Terceiro, Deus estabeleceu a Lei para governar Seu mundo. Através do versículo 2, aprendemos que a terra era sem forma. Isto significa um estado de caos. Mas através do processo da criação, o mundo tornou-se um cosmo. Deus criou primeiro a luz, e separou a luz sobre as trevas. Ele ajuntou as águas num só lugar, e fez a porção seca. Então a água não podia invadir a terra. Depois, Deus fez o sol governar o dia, e a lua, a noite. E pôs as estrelas em órbita fixa corretamente. Ele fez as aves morar no céu, os peixes, nas águas e os animais, na terra. Quer dizer, Deus colocou Suas criações em Seu próprio lugar. E Deus governa o universo segundo a Sua lei estabelecida. A Lei de Deus é a força que sustenta a vida das criações. Se elas a violam ou negam, significa morte. Por exemplo, se o peixe dissesse: Eu não quero viver no mar, eu prefiro a terra. E vai para a terra, morrerá. Nós precisamos conhecer Sua lei e Seu caráter. O estudo Bíblico um a um nos ajuda a aprender quem é Deus, e qual é o caminho certo da nossa vida.

Em conclusão, Deus é o Criador que criou o mundo com Sua própria vontade. Quando nós aceitamos a autoridade da criação de Deus, podemos viver uma vida muito alegre, feliz e significante sob a Sua Lei da verdade.

1