Site hosted by Angelfire.com: Build your free website today!
OS CONTRÁRIOS DO AMOR

Há momentos em que me vejo
Num estado anormal
Ora pareço bem
Ora me sinto mal
Neste encontro de sentidos
Em que aflora o emocional.

Este estado anormal
É sinal reconhecido
São sintomas do Amor
Que me faz desprotegido
Em que ora florece a vida
Ora a morte e castigo.

Nos contrários do Amor
Tudo está bem completado
A paixão e o receio
Andam sempre lado a lado
Só viveu desta magia
Quem já foi apaixonado.


 

LEMBRA-SE DAQUELA BELA NOITE

Lembra-se daquela bela noite
Uma estrela cadente se perdeu
Nós dois, juntinhos e a Lua
Reclamava um desejo meu
Então, olhei prá você com ternura
E desejei minha vida junto a sua.

Se, de novo olhando para a noite,
Uma estrela se perdesse de repente
E de novo pudesse desejar
Sete dias com você novamente
E sete vezes pudesse lhe amar
Então, em sete vidas
Com você prometo estar.
 
 
 

QUANDO TUDO SE REPETE
Quando tudo se repete
Por um capricho do destino
Um novo amor acontece
Ocultado e clandestino

Quis ao longe então passar
De um sofrer que causa dor
E em cada beijo a lamentar
O futuro desse amor

Porque amor dói no peito,
Uma dor aguda desse jeito ?
Desde o momento em que chegar
Até o instante de partir ?
Se não sou livre para amar
Porque não deixas de existir ?

Meu coração assim partido
Não sabe mais o que quer ser
Estando, enfim, desiludido
Quer a morte e não viver.


 
 
  
Aimar Nicoletti
<aimar_usp@yahoo.com>