Site hosted by Angelfire.com: Build your free website today!

Jonas - O missionário

Primeira parte

Texto bíblico (Linguagem de Hoje), Capítulo 1 - Jonas foge de Deus

Certo dia o Deus Eterno disse a Jonas, filho de Amitai:

2 -Apronte-se, vá à grande cidade de Nínive e grite contra ela, porque a maldade daquela gente chegou aos meus ouvidos.

3 Jonas se aprontou, mas fugiu do Deus Eterno, indo na direção contrária. Ele desceu a Jope e ali encontrou um navio que estava de saída para a Espanha. Pagou a passagem e embarcou a fim de viajar com os marinheiros para a Espanha, para longe do Deus Eterno. 4 No entanto, Deus mandou um forte vento, e houve uma tempestade no mar. Era tão violenta, que o navio estava em perigo de se partir ao meio. 5 Os marinheiros ficaram com muito medo e gritavam por socorro, cada um ao seu deus. E, para que o navio ficasse mais leve, jogaram a carga no mar. Porém Jonas tinha descido ao porão e ali havia se deitado e caído num sono profundo.

6 O capitão do navio o encontrou ali e disse:

- Como é que você está aí dormindo? Levante-se e peça socorro ao seu deus. Pode ser que ele tenha pena de nós e não deixe a gente morrer.

7 Os marinheiros disseram uns aos outros:

- Vamos tirar a sorte para descobrir quem é o culpado de estarmos neste perigo.

Eles fizeram isso, e o nome de Jonas foi sorteado. 8 Então lhe perguntaram:

- Agora diga: Quem é o culpado de tudo isto? O que você está fazendo aqui? De onde você vem? De que país você é, e qual é o seu povo?

9 -Eu sou hebreu - respondeu Jonas - e adoro o Eterno, o Deus do céu que fez o mar e a terra.

10 Em seguida Jonas contou que estava fugindo do Deus Eterno. Aí os marinheiros ficaram mais apavorados ainda e disseram:

- Veja só o que você fez!

11 A tempestade piorava cada vez mais, de modo que os marinheiros perguntaram a Jonas:

- Que devemos fazer com você para que o mar se acalme?

12 Jonas respondeu:

- Vocês me peguem e joguem no mar, que ele ficará calmo. Pois eu sei que foi por minha culpa que esta terrível tempestade caiu sobre vocês.

13 Em vez de fazerem isso, os marinheiros começaram a remar com toda a força, tentando levar o navio para a praia; porém não conseguiam nada porque a tempestade piorava ainda mais.

14 Então oraram bem alto, assim:

- Ó Deus Eterno, não nos castigues com a morte, por tirarmos a vida deste homem.

Pois és tu, ó Eterno, que estás fazendo isso, e o que está acontecendo é da tua vontade.

15 Em seguida os marinheiros pegaram Jonas e o jogaram no mar, e logo o mar se acalmou. 16 Eles ficaram com tanto medo do Deus Eterno, que lhe ofereceram um sacrifício e lhe fizeram promessas.

17 O Deus Eterno ordenou que um grande peixe engolisse Jonas. E ele ficou dentro do peixe três dias e três noites.

Aplicação

Nestes dois anos temos como lema da igreja "É tempo de lançar". O profeta Jonas também foi colocado nesta situação: o Senhor o chamou para lançar sua palavra profética sobre Nínive.

Jonas nasceu em Gate-Hefer, que fica 3 Km distante de Nazaré. O próprio nome deste profeta já indica sua missão, pois Jonas em hebraico é Pomba, a ave mensageira.

Percebemos que é muito gostoso ler este livro pois é parecido com um romance. Ao contrário dos outros livros proféticos, que narram profecias, este narra as próprias experiências do profeta, e não suas mensagens. Ele é muito simpático, pois nos faz sentir o que um profeta, um missionário, sente.

O sentimento do profeta Jonas se contrapôs ao de Deus: neste livro novamente se vê que Deus é amor. Ele mandou Jonas pregar àquele povo odiado pelos judeus. Deus não se deixa dominar por sentimentos negativos, como as pessoas.

Ele escolheu fugir para Társis, uma cidade ao sul da Espanha, de onde os fenícios traziam metal refinado, levando outras mercadorias em troca. Ele queria fugir de uma incumbência difícil. Ele pretendia ir ao lugar mais afastado de Nínive, foi para o lado oposto.

Podemos perguntar: porque Deus permitiu que Jonas embarcasse nesse navio? Deus tinha poder de impedir que algum navio para este destino se encontrasse no porto!? Nada escapa dos olhos e do poder de Deus. Jonas pensou que estava fugindo de Deus, enquanto Deus apenas lhe preparava uma lição.

Não são as pessoas preparadas, prontas, com todo conhecimento aquelas que são chamadas por Deus, pois não existem. Ele chama cada um. Cada um é chamado e precisa aprender o que significa o amor de Deus e a obediência à sua vontade.

Jonas estava dormindo na tempestade. Assim muitos de nós estão desapercebidos das "tempestades" (lutas) que ocorrem ao nosso redor no plano espiritual. Não percebemos que tudo tem uma razão.

Quando Jonas acordou, logo percebeu a culpa que lhe cabia. Os marinheiros não concordaram com ele, mas para ele estava claro, pois sentia o peso da mão de Deus. Quando acordamos para Deus (em João capítulo 3 isto é chamado de novo nascimento), o primeiro sentimento que nos vem é percebermos a culpa que pesa sobre nós.

Assim este livro de Jonas simboliza a vida cristã: o chamado, a tempestade, a contrição e o louvor são precedentes necessários e fazem parte constante da missão. Deus sabia que Jonas não tinha condições de realizar esta tarefa sem passar por tudo isso. Fazer missão não é apenas a evangelização, mas ao mesmo tempo é o crescer do missionário.

Estudo

1) No tempo do Antigo Testamento, muitas vezes o lançar sorte era uma forma de buscar a vontade de Deus, que foi instituída por Deus mesmo. (leia Êxodo 28.30). Como descobrimos a vontade de Deus hoje? (leia...)



2) Temor ao Senhor significa o respeito às coisas eternas, que traz consigo um ódio ao mal (Salmos 19.9). No caso de Jonas este temor foi fraco, pois desobedeceu (v.3) e esteve descontente com Deus (4.10s). Cite exemplos de temos a Deus na sua vida.



3) Por minha causa: Jonas percebeu que sua desobediência era a causa do problema. Cite exemplos de que desobedecer a Deus traz problemas.



4) Dá para fugir da presença do Senhor? Há pessoas que entendem que Deus esteja em certos lugares, p.ex. na igreja. Onde encontramos Deus?



5) Mas Deus manda as tempestades para reencaminhar seus vocacionados. Cite exemplos de tempestades que já lhe ajudaram a voltar para Deus.



6) Os incrédulos às vezes fazem o crente perceber que precisa invocar a Deus e nos levam a falar dele. Cite exemplos.



7) Os marinheiros ficaram com medo de Deus. Nós precisamos ter medo de Deus? Quando?



Mensagem final

Ir é uma palavra chave do livro de Jonas, Deus ordena: "vá...!". Ser missionário começa quando ganhamos coragem de sair do nosso lugar sossegado e se aventurar neste mundo cheio de "tempestades".

Jonas primeiramente não percebeu a tempestade ao seu redor. Da mesma forma muitos estão nos porões "sonhando" com um futuro celestial e se esquecem do seu papel verdadeiro, estão "dormindo".

Os marinheiros queriam fazer algo para acalmar o aviso de Deus, mas ao mesmo tempo queriam salvar Jonas. Jonas sabia: é preciso assumir o erro que fez, e suas consequências. Isto vale para hoje: Deus perdoa nossa culpa, mas as consequências de nossos erros temos que assumir.

No fundo do mar Deus ainda protegeu Jonas, não o tirou do problema, mas mandou proteção. Deus muitas vezes não nos tira das dificuldades, mas nos ensina, nos disciplina e ensina a louvar através delas.

Segunda parte

Capítulo 2 - A oração de Jonas

Ali, de dentro do peixe, Jonas orou ao Eterno, o seu Deus, dizendo:

2 "Ó Deus Eterno,

na minha aflição clamei por socorro,

e tu me respondeste;

do fundo do mundo dos mortos

gritei pedindo socorro,

e tu ouviste a minha voz.

3 Tu me atiraste no abismo,

bem no fundo do mar.

Ali as águas me cercavam por todos

os lados,

e todas as tuas poderosas ondas

rolavam sobre mim.

4 Pensei que havia sido jogado fora da

tua presença

e que não tornaria a ver o teu santo

Templo.

5 As águas vieram sobre mim e me

sufocaram;

o mar me cobriu completamente,

e as plantas marinhas se enrolaram

na minha cabeça.

6 Desci até a raiz das montanhas,

desci à terra que tem o portão

trancado para sempre.

Tu, porém, me salvaste da morte,

ó Eterno, meu Deus!

7 Quando senti que estava morrendo,

eu me lembrei de ti, ó Deus Eterno,

e a minha oração chegou a ti,

no teu santo Templo.

8 Aqueles que adoram ídolos,

que são coisas sem valor,

deixaram de ser fiéis a ti.

9 Mas eu cantarei louvores

e te oferecerei sacrifícios

e cumprirei o que prometi.

A salvação vem do Deus Eterno!"

10 Então o Deus Eterno deu ordem ao peixe, e ele vomitou Jonas na praia.

Aplicação

1) O desespero de Jonas

Jonas estava certo que iria morrer quando o jogaram ao mar, mas Deus já havia preparado a restauração.

Ora no ventre do peixe em dois sentidos: clamando por ajuda (v.2) e louvando quando Deus responde (restante).

v.7 Quando se chega ao fundo do posso, o desespero leva à fé, leva ao treinamento, o aperfeiçoamento do crente

No momento do mais profundo desespero Jonas orou, e podemos perceber na sua oração a gratidão (v.2b, 6b, 8b e 9).

2) O processo de restauração

Depois que Jonas aprendeu a louvar a Deus, foi vomitado na terra. v. 10 A libertação pode vir num momento, depois da adoração.

O peixe só devolveu Jonas quando ele restaurou sua vocação missionária, quando se arrependeu.

Terceira parte

Capítulo 3 - Jonas em Nínive

Pela segunda vez o Deus Eterno disse a Jonas:

2 - Apronte-se, vá à grande cidade de Nínive e anuncie ao povo de lá a mensagem que eu vou darei a você.

3 Jonas se aprontou e foi a Nínive, como o Deus Eterno havia ordenado. Nínive era tão grande, que uma pessoa levava três dias para atravessá-la a pé. 4 Jonas entrou na cidade, andou um dia inteiro e então começou a anunciar:

- Dentro de quarenta dias Nínive será destruída!

5 Então os moradores de Nínive creram em Deus e resolveram que cada um devia jejuar. E todos, desde os mais importantes até os mais humildes, vestiram sacos de pano grosseiro a fim de mostrarem que estavam arrependidos.

6 Quando o rei de Nínive soube disso, levantou-se do trono, tirou o manto, vestiu um saco de pano grosseiro e sentou-se sobre cinzas. 7 Mandou também anunciar ao povo da cidade o seguinte: "Esta é uma ordem do rei e dos seus ministros. Ninguém pode comer nada. Todas as pessoas e também os animais, o gado e as ovelhas estão proibidos de comer e beber. 8 Que todas as pessoas e animais vistam sacos de pano grosseiro. Que cada pessoa ore a Deus com fervor e abandone os seus maus caminhos e as suas maldades. 9 Talvez assim Deus mude de idéia. Talvez o seu furor passe, e assim não morreremos !"

10 Deus viu o que eles fizeram e como abandonaram os seus maus caminhos. Então mudou de idéia e não castigou a cidade como tinha dito que faria.

Aplicação

Estudo

Jonas reinicia

Agora Jonas está maduro para esta grande missão. e então Deus repete a ordem.

Jonas prega em Nínive, a capital do império Assírio (Gênesis 10.12), ao nordeste da palestina. Jonas tinha que pregar contra os seus pecados, que eram tão grandes que pediam a intervenção de Deus (é isto o que quer dizer "subiram até Deus").

3 Os ninivitas acreditaram no aviso do profeta, reconhecendo seus maus caminhos (Romanos 10.17, Mc 1.15), e o arrependimento se viu na forma exterior: jejum, pano de saco. O rei sentou-se sobre cinza: sinal de profundo abatimento (Et 4.1; Jó 2.8). Assim, uma das mensagens do livro é que até os pagãos se deixam tocar pela pregação da palavra de Deus, com arrependimento sincero.

3 Seus grandes: autoridades ao redor do trono.

A cidade de Nínive era desprezada pelos Judeus, era inimiga. O livro de Jonas foi incluído no Antigo Testamento, mostrando que o amor de Deus atinge todos os povos, mesmo nossos inimigos. Os valores de Deus são diferentes dos nossos.

A resposta dos ninivitas

5 Ele creram em DEUS

5 Os ninivitas: a ação partiu dos que ouviram a pregação, não partiu "de cima para baixo", não foi artificial, mas chegou até o rei, e este oficializou um jejum de todos: jejum, clamor e mudança de vida.

A atitude de Deus

E Deus "se arrependeu": ele viu o arrependimento e não fez o mal. Deus não tem prazer em castigar o pecador.

Quarta parte


Capítulo 4 - A raiva de Jonas e a misericórdia de Deus

Por causa disso Jonas ficou com raiva e muito aborrecido.

2 Então orou assim:

-Ó Deus Eterno, eu não disse, antes de deixar a minha terra, que era isso mesmo que ias fazer? Foi por isso que fiz tudo para fugir para a Espanha! Eu sabia que és Deus que tem compaixão e misericórdia. Sabia que és sempre paciente e bondoso e que estás sempre pronto a mudar de idéia e não castigar. 3 Agora, ó Deus Eterno, acaba com a minha vida porque para mim é melhor morrer do que viver.

4 O Deus Eterno respondeu:

- Jonas, você acha que tem razão para ficar com tanta raiva assim?

5 Aí Jonas saiu de Nínive, foi para o lado onde o sol nasce e sentou-se. Depois construiu um abrigo e sentou-se na sombra, esperando para ver o que ia acontecer com a cidade. 6 Então o Deus Eterno fez crescer uma planta por cima de Jonas, para lhe dar um pouco de sombra, de modo que ele se sentisse mais confortável. E Jonas ficou muito satisfeito com a planta. 7 Mas no dia seguinte, quando o sol ia nascer, por ordem de Deus um bicho atacou a planta, e ela secou. 8 Depois que o sol nasceu, Deus mandou um vento quente vindo do leste. E Jonas quase desmaiou por causa do calor do sol, que queimava a sua cabeça. Então quis morrer, e disse:

- Para mim é melhor morrer do que viver !

9 Mas Deus perguntou:

- Jonas, você acha que está certo ficar com raiva por causa dessa planta?

Jonas respondeu:

- É claro que tenho razão para estar com raiva e, com tanta raiva, que até quero morrer !

10 Então o Deus Eterno disse:

- Essa planta cresceu numa noite e na noite seguinte desapareceu. Você nada fez por ela nem a fez crescer, mas mesmo assim tem pena dela! 11 Então eu, com muito mais razão, devo ter pena da grande cidade de Nínive, onde há mais de cento e vinte mil crianças inocentes e também muitos animais!

Aplicação

Jonas era temperamental (v.8 e 9). O temperamento é mais um ponto onde Deus quer trabalhar em nossa vida.

A palavra final é de Deus. Podemos inventar um monte de desculpas e questionamentos, mas não temos como suplantar a sabedoria e os propósitos de Deus.

Jonas quis estar cheio de razão perante Deus

Jonas conhecia o coração de Deus, mas não aceitou sua ação. Era mais um ponto onde precisava crescimento. Por isso a história de Jonas não termina aqui.

1 Jonas não gostou que a profecia não se cumpriu, mas não sabia que um único pecador que se arrependesse já há júbilo no céu (Lucas 15.10).

Deus foi misericordioso com os gentios: a mensagem do amor de Deus deve ser pregada a todos, aos confins da terra.

8 Jonas valorizou uma planta, mas não conseguiu entender o valor de um ser humano para Deus.

Desfalece quando a planta se seca

As palavras de Cristo autenticam: Mateus 12.40s

Jonas achou que sabia mais que Deus "não foi isso que eu disse...?": para ele a pregação só tinha sentido no castigo, mas Deus viu que valeu a pena o esforço pois houve conversão. Jonas ficou revoltado com a salvação de Nínive, por isso Deus pergunta "é razoável tua ira?": é razoável desejar, ou se aprazer na perdição dos maus?

5 Ele queria ver o que aconteceria com a cidade: fugiu à sua função de profeta, se colocou como juiz de Deus: queria ver se Deus iria cumprir o prometido!

6 Se alegrou EM EXTREMO por uma plantinha!

7 Num só capítulo Jonas pede duas vezes a morte para si: era muito temperamental (veja tb. v.6).

9 A pessoa quando está irada perde totalmente a razão: Deus perguntou se esta ira é razoável e ele respondeu que sim: Deus sabe que não adianta discutir, mas usou a ira de Jonas como exemplo de Seu amor.

11 As pessoas sem Deus estão se perdendo: não têm discernimento de nada, para eles todos os caminhos são iguais "Todo o caminho leva a Deus, só basta ser sincero". Deus se compadece desta gente, e nós temos um chamado. "É tempo de lançar...".

"É tempo de SE lançar...": lançar o evangelho não é como jogar milho para frangos, mas é lançar minha própria vida, inicia pelo meu próprio testemunho, meu próprio envio, gasto meu "próprio" tempo (que na verdade não é meu), meu "próprio" dinheiro, etc.

Quinta parte

Conclusões

As frustrações do missionário: Gostaríamos de trabalhar só entre pessoas perfeitas, dentro de 4 paredes, mas Deus ama os pecadores, os que estão "lá fora", perdidos. Jonas foi chamado a ir a outro país. Talvez algum de nós sinta este chamado, mas principalmente o que isto significa é que o cristão vai em busca do diferente, do "pecador", daquele que não gostamos, de outro jeito de viver, vestir, comer, ser, em resumo, daquele que está sofrendo preso ao pecado. E provavelmente (como nos mostra a história de Jonas), vamos ter muito mais resultados. Entre o povo que já "nasceu cristão", muitas vezes o arrependimento é fraco, o orgulho é muito. Entre os incrédulos existe mais receptividade para o amor de Deus, porque nas igrejas já estamos habituados e já um tanto ensurdecidos por esta mensagem tão maravilhosa.

Incrível que Jonas ficou desapontado com o sucesso de sua própria mensagem Jonas 3.5-10;4.1. Ele queria ver a destruição daqueles pagãos.



Jonas passou por várias experiências: enviado, desobedece, dorme, lançado ao mar, ora, volta à terra, prega, se revolta

4 Parece um círculo vicioso: ele aprende sempre pelo sofrimento: 1a lição obediência, 2ª lição provação/oração, 3a pregação/testemunho, 4a. amor ao que não aparenta, que não merece, que oprime.

O livro de Jonas

Em todo o livro se mostra claramente os propósitos grandiosos de Deus: primeiramente, a conversão dos pecadores, e paralelamente o aperfeiçoamento do próprio cristão. Como consequência, o que acontece depois: o testemunho ao mundo pelo livro escrito. Deus pensa em tudo. Para Deus o desvio de Jonas não representou um fracasso, mas sucesso: conseguiu que o profeta avençasse mais um passo em sua fé, conseguiu quebrantar o coração de Jonas.

O quebrantamento é uma constante na vida do crente: quando se esperava que Jonas tivesse atingido a maturidade, demonstra outra fraqueza (no final do livro). Sempre existem fraquezas a se trabalhar em nossa vida.

O coração magnânimo de Deus se contrasta com o espírito estreito preconceituoso e sem disposição para o perdão de Jonas. Vemos a universalidade e a compaixão da graça de Deus (Cf 3.10 e 4.11)

Recebeu uma lição sobre a extensão do amor de Deus Jonas 4.4-11



Esta mensagem também pode ser encontrada no endereço: http://www.angelfire.com/Md/MidiEvangBr

Autor:

P. Rolf Joaquim Dietz / Tamareiras 1158 / J. Botânico / 78550-000 / Sinop MT

Se esta mensagem lhe foi útil, envie seu comentário a rjdietz@zaz.com.br. Grato.