Este é o presidente Kutchma.

Chegou ao poder em 1994, como democrata, cheio de promessas e careca.

Aqui está um extracto da minha carta ao presidente, que escrevi em nome dos meus amigos e vizinhos a 25 de Novembro de 2004.

SR. PRESIDENTE,

QUANDO SE TORNOU NOSSO PRESIDENTE, ACREDITÁMOS QUE ERA UM DEMOCRATA. DESDE ENTÃO DURANTE DEZ LONGOS ANOS TEMOS ESTADO APENAS A VÊ-LO MUDAR DE FATOS, COM O CABELO A CRESCER E A FAZER OS SEUS PARENTES BILIONÁRIOS. NÃO FEZ NADA BOM PELO PAÍS, NUNCA SE PREOCUPOU COM O POVO, APENAS SE PREOCUPOU COM OS SEUS PRÓPRIOS BOLSOS.

AGORA, TIVEMOS FINALMENTE UMA HIPÓTESE DE NOS LIVRARMOS DO SEU REGIME E O SEU REGIME ROUBOU OS NOSSOS VOTOS. NADA DURA PARA SEMPRE, ASSIM É COM A NOSSA PACIÊNCIA E HOJE TODO O PAÍS ESTÁ NAS RUAS. SR. PRESIDENTE, ESTAMOS FARTOS DE SI E PEDIMOS-LHE PARA SAIR. SE NÃO QUISER SAIR DE MANEIRA PACÍFICA, O POVO TRATARÁ DE QUE SAIA À MANEIRA DO PRESIDENTE ROMENO CHAUSHESKU. ASSIM RECEAMOS, O SEU FATO SEGUINTE SERÁ DE MADEIRA, SEM BOLSOS PARA LEVAR TUDO O QUE NOS ROUBOU....

... o resto da mensagem contém expressões idiomáticas intraduzíveis e frases não publicáveis.

Um candidato pró governamental, um homem de Kutchma. Foi sempre procurado pela polícia. Primeiro foi preso por roubo, depois por assalto... como corolário dessa carreira está a recente falsificação desta eleição.

Foi Governador no Sudeste da Ucrânia. Os Governadores têm que ter um grau académico. Então ele arranjou de qualquer maneira um diploma de professor. Chamamos-lhe “Proffesor” porque mesmo com o diploma ele escreve mal professor.

Ele foi o nosso primeiro ministro pelos últimos dois anos. Posso imaginar que coisas "académicas" terá feito à economia do país.

O que fizeram ao candidato democrático, envenenaram-no com dióxinas.

Esta é a face da democracia na Ucrânia.

próxima página