Site hosted by Angelfire.com: Build your free website today!

MATERIAIS HIDRÁULICOS CONTRA INCÊNDIO



INFORMATIVO TÉCNICO


Os materiais hidráulicos aplicados em instalações de combate a incêndio pelo sistema nacional(brasileiro), obedecem os projetos de origem européia, sendo o tipo STORZ o modelo do engate rápido.

Os países hoje conhecidos como Grandes Potências são os principais responsáveis na transferência de know-how e a consequente determinação do nosso sistema de combate a incêndio e padronização. Normas americanas, alemãs e inglesas são os principais instrumentos de elaboração e revisão das normas brasilerias, as quais finalmente estão sendo aplicadas pelos fabricantes como pela sociedade.

A matéria-prima principal na concção dos materiais hidráulicos tipo STORZ é uma liga de metal não-ferroso, ou seja, liga de cobre(latão ou bronze) e liga de alumínio. Na Europa é bastante comum se encontrar conexões tipo STORZ em alumínio, contrariando o conceito deque seja uma liga frágil. Os elementos químicos que compõem uma matéria-prima, o processo de fabricação e a idoneidade nos procedmentos do fabricante responsável são os fatores que determinam as propriedades físicas e mecânicas do produto final, proporcionando mesmo desempenho de um produto similar e agregando outros benefícios como o peso do equipamento. Outro exemplo disso é o polímero, material a base de carbono, bastante comum em proporcionadores de neblina em esguichos reguláveis modelo americano confeccionados em polipropileno, um material reconhecido pela sua característica de resistência à produtos corrosivos, utilizado inclusive para armazenagem de ácidos e solventes e até mesmo em pára-choques de automóveis.

Bronze e latão são ambas liga de cobre apenas com percentuais diferentes em alguns elementos químicos, proporcionando similares propriedades físicas e mecânicas, destacando o tom vermelho para o bronze e amarelo para o latão, e curiosamente apesar de serem ligas de metais não-ferrosos, encontra-se um percentual de ferro baixo porém limitado, estipulado em normas internacionais.

A história e aplicação das matérias-primas é marcada principalmente por dois fatores: a consciência ecológica e o knowledge (conhecimento), o que nos faz refletir e derrubar conceitos pré-estabelecidos pela sociedade, sendo necessária a revisão e atualização das normas.